domingo, 31 de maio de 2009

Vamos jogar um pouco?


Está ai sem fazer nada, so navegando!!!
Que tal dar uma olhada nesse jogo on-line, não basta estalar nada para jogar.
Se quizer pode se cadastrar e entrar no jogo e tentar ser o numero 1 do jogo no mundo todo.

Com 6,9 centímetros, alemã é a mulher com a maior língua do mundo.


Entre os homens, o posto pertence ao britânico Stephen Taylor.
Ele ostenta uma língua de nada menos que 9,5 centímetros.
A estudante alemã Annika Irmler entrou para o Livro dos Recordes graças a sua língua de 2,7 polegadas (6,9 centímetros). Em 2001, ela foi considerada a mulher dona da maior língua do mundo. Ou, pelo menos, foi a única a ter coragem de revelar isso para o mundo.


Na época, Annika tinha 12 anos e vivia em Tangstedt, cidade próxima de Hamburgo. Ela dizia ser capaz de alcançar o sorvete que fica no fundo da casquinha sem usar pazinhas ou os dedos.


“Meus amigos sempre me diziam que eu tinha uma língua inacreditavelmente grande, e que eu poderia ganhar muito dinheiro com isso um dia”.

Talvez, eles tenham imaginado para ela uma carreira similar à de Gene Simmons, vocalista da banda Kiss e também dono de uma língua descomunal. Annika está hoje com 19 anos, mas parece que isso não aconteceu.

O auge de sua notoriedade aconteceu logo depois da publicação de seu recorde no Guinness. “No primeiro dia de aula eu tive que mostrar minha língua pra todo mundo.” Hoje ela é “apenas” a mulher mais linguaruda do mundo.

Entre os homens, o posto pertence ao britânico Stephen Taylor, que tem uma língua de nada menos que 9,5 centímetros.

Morre aos 97 anos última sobrevivente do Titanic.


Millvina Dean tinha 2 meses quando embarcou no transatlântico.
Viagem malfadada do navio ocorreu em 1912.
Millvina Dean, a última sobrevivente do naufrágio do Titanic, morreu neste domingo (31) aos 97 anos de idade, informaram seus filhos ao canal público de TV BBC.

Millvina, que morreu em Hamspshire, no sul da Inglaterra, onde vivia, era um bebê de apenas nove semanas de vida quando o famoso transatlântico afundou após bater em um iceberg no meio do oceano Atlântico, em 15 de abril de 1912.


Ela esteve entre os 706 sobreviventes de uma catástrofe marítima que custou a vida de 1.517 pessoas e tornou o Titanic uma lenda. A família Dean viajava no navio para começar uma nova vida e abrir uma loja de tabaco no Kansas (EUA).


Georgetta, mãe de Millvina, e Bert, seu irmão de 2 anos, também sobreviveram, mas seu pai, Bertram, estava entre os mortos.

Após a catástrofe, a família Dean voltou a Southampton, porto do sul da Inglaterra de onde zarpou o Titanic e onde Millvina passou praticamente o resto de sua vida.

Apesar de não lembrar do ocorrido, Millvina sempre disse que o naufrágio do Titanic mudou sua vida. "Se não fosse por esse navio que afundou, agora eu seria uma americana", contou certa vez.

A sobrevivente do naufrágio disse que nunca viu o filme "Titanic" (1997), de David Cameron, nem as várias reportagens já feitas sobre o navio, por considerá-las "mórbidas" e nunca se cansou de contar a história.

"Gosto de contar, porque todo mundo se juntava em volta de mim. E pude viajar para muitos lugares graças a isso e conhecer muita gente. Não poderia me cansar, não sou desse tipo de gente", comentou.


Confira o Tempo Hoje

Novidades Informática